Quem sou …

Fiquei órfão de pai muito pequeno e fui criado pelo meu tio Walter Alves da Cunha, ele foi sócio da Livraria São José e dono do sebo Velho Livreiro.

Desde criança eu o acompanhava, carregava, descarregava as bibliotecas compradas por ele e assim, aprendi a gostar dos livros e a organizar uma livraria.

Ainda, minha mãe trabalhou na encadernação da Livraria São José, depois fundou a Aimée Gilbert Livraria na Rua da Carioca, que acabou quando o governo estadual reintegrou a posse da loja.

Nasci, portanto, em uma família de livreiros: minha bisavó tinha uma livraria na Praça Tiradentes, a irmã dela deu continuidade ao comércio e seu filho João, prosseguimento. Acolheram meu tio Walter com quatorze anos de idade e ele foi livreiro toda a vida, faleceu com 98 anos de idade, vários tios e primos também se tornaram livreiros.

Não sou pessoa jurídica, já fui, mas desisti. Na verdade, sou pessoa física que mexe com coisas IMPROVÁVEIS DE VENDER, tipo livros usados e coisas ligadas a nossa cultura, esquecida pelo Estado e substituída pelas novas tecnologias.

Hodiernamente tenho uma grande quantidade de livros, sinto prazer em fazer coleções e sigo esta linha de coisas usadas. Já idoso e aposentado, passo meu tempo e me distraio com coisas que juntei durante minha vida.

Se interessar a alguém possa, podemos negociar alguns itens. Por isso, criei este site.

Saudações bibliófilas,

LIVREIRO VIRTUAL

Sair